BOM ANOOOO, pessoal!!!
Ora aqui estou eu a cumprir a última promessa de 2018: partilhar convosco o que aconteceu com alguns dos DIY feitos por nós ao longo destes três anos. Avaliando assim, de repente, só me lembro de um que não vingou. De resto, julgo que nos podemos dar por muito felizes com a taxa de sucesso dos nossos projetos.
Mas, antes disso, queremos aproveitar a ocasião para vos desejar um 2019 muito feliz! Que seja um ano muito profícuo, produtivo e criativo para todos!… e que continuem a seguir-nos, pois está claro! A fazer LIKE nos nossos posts, a colocar corações nas nossas imagens, a comentar,… não imaginam como isso é importante e como a nossa continuidade por aqui depende disso… não pensem que o vosso GOSTO será só apenas mais um, e que mais um menos um não faz diferença. Não. Faz tanta diferença!

O Natal está mesmo aí, mas ainda temos o fim-de-semana para fazer o que nos falta e dar mais um ar da nossa graça à casa (há coisas que eu gosto de deixar mesmo para o fim). Do pinheirinho à mesa de natal existem imensos locais que podemos tornar mais alegres e de acordo com o espírito. Pediram-nos ideias. Assim sendo, deixo-vos algumas de última hora para uma casa preparada para receber todos aqueles que amamos da melhor forma.

Dezembro é sempre um mês tão agitado. É um mês de muito trabalho nas empresas, nas escolas, nas lojas, nos escritórios,… é um mês cheio de eventos – jantares, festas, lançamentos de livros, inaugurações de exposições, preparação de festas de escola, ensaios de teatro e dança,… e, depois, as mil e uma tarefas para realizar em casa e toda uma época festiva para preparar. Eis que chega a hora dos preparativos para o Natal.
Por aqui, para além de tudo isso, temos as obras do atelier antigo para gerir, imensa documentação para tratar, e o novo atelier ainda por organizar (porque – surpresa! – escorre água na parede do fundo e faz poça no chão, sempre que chove).

E não é que já vamos entrar em dezembro? OMG, o tempo não pára!…
Entre alguns dias de chuva e um ou outro dia de sol, lá vamos fazendo a nossa vida, dividida entre casa e trabalho, que esta reta final do ano não nos está a deixar margem para muito mais. Felizmente, o tempo que passamos em casa permite-nos parar um pouco, descontrair, organizar ideias, organizar a vida e organizar a casa. Sim, eu descontraio a organizar a casa! (Trabalhei numa empresa onde o patrão, quando precisava de descontrair, ia lavar toda a loiça e chávenas de café que o pessoal deixava por lavar na pia da cozinha… 🙂 ) E nada melhor que os dias frios e chuvosos para começar a entrar no espírito natalício… desapegarmo-nos do que temos a mais e doar, decorar a Árvore com os nossos pequenos, a casa para receber a família e os amigos, espalhar mantinhas e almofadas para criar um ambiente tranquilo e confortável, fazer listas e listinhas disto e daquilo.

Mesmo com o tanto que temos para fazer, mesmo com obras para gerir, com mudanças por terminar, contratos de fornecimento de água, luz, gás, comunicações, mesmo com o trabalho diário no atelier, as aulas, workshops e formações,… e os afazeres caseiros e a atenção à família e aos amigos,… mesmo que os dias não nos cheguem para tudo… uma coisa é essencial para a nossa tranquilidade e saúde mental: o ninho. E com ninho quero dizer uma casa minimamente organizada, limpa, cheirosa e bonita. Minimamente, se não der para mais.